Guia da Gravidez - Tudo para você ter uma gravidez tranquila.


Está grávida?
Então não deixe de adquirir este super livro Guia da Gravidez - Alimentação, Exercícios e Dores

Este incrível ebook é um guia para todas as gestantes onde trata com detalhes os aspectos de uma Alimentação Saudável, Prática de Exercícios Físicos e como Amenizar e Evitar as Dores Provocadas pela Gravidez.

Livro Completo com excelente preço!
Com o objetivo de poder preparar melhor as mães para toda a gestação e poder promover a redução do número de bebês que nascem com deficiências.

#################

Neste livro, confira isto e muito mais:

- Descubra através da alimentação saudável quais os nutrientes que influenciam no desenvolvimento do seu bebê.
- Listamos aqui os 10 alimentos altamente recomendados para você consumir durante a gravidez, muito bem explicados.
- Descubra como os exercícios físicos fazem bem, não somente para sua saúde e bem-estar, mas, para o bebê que carrega na barriga.
- Saiba como amenizar e evitar as dores e desconfortos durante toda a gestação, como enjoos, hemorroidas, azia, dor nas costas, entre vários.

Assista o vídeo para maiores informações
Guia da Gravidez - Alimentação, Exercícios e Dores

Mamãe sarada após a gravidez? Claro que sim!!!




É preciso ser realista. A gravidez muda bastante o corpo, e ele pode assumir contornos diferentes -- o que não quer dizer menos atraentes.

O peso extra da gestação, por exemplo, demora para ir embora, para a maioria das mulheres. Tenha a expectativa de que, se você levou nove meses para ganhar aqueles quilos, é justo que leve outros nove para perdê-los.

A atenção à postura, principalmente na hora de carregar o bebê e dar de mamar, e exercícios leves, junto com alongamento, vão ajudar seus músculos a voltar a ter o vigor que tinham antes.

Lembre-se de manter o abdome contraído sempre que puder. Isso vai colaborar para que você retome sua postura, o que por sua vez faz com que a barriga "entre".

Quando você parar de amamentar, seus seios vão voltar mais ou menos ao tamanho e ao formato que tinham antes da gravidez.

É verdade, porém, que talvez eles não estejam mais tão "recheados", principalmente no caso de seios que já eram grandes antes. A culpa é mais dos hormônios que da amamentação em si.

Não há muito o que fazer para evitar o esvaziamento, mas você pode tentar caprichar na alimentação. Além disso, exercícios especiais, como a natação, podem fortalecer os músculos da região peitoral para melhorar o formato e a aparência dos seios.

Essa é só mais uma das incríveis surpresas da maternidade.

A boa notícia é que  agora você pode conseguir voltar ao seu corpo mais facilmente.


O Mamãe Sarada é o único programa online de emagrecimento especializado em ajudar mulheres que já passaram por pelo menos uma gestação, a voltarem a ter o corpo que tinham antes da gravidez. Todo o programa foi criado pensando exatamente nas necessidades de quem é mãe.

Benefícios exclusivos:

- Exercícios que focam nas partes do corpo da mulher que são mais afetados pela gravidez: Bumbum, coxas, lombar e barriga.
- Aulas intensas de apenas 14 minutos, ficando fácil de encaixar na agitada rotina de quem é mãe
- Pode ser feito em qualquer lugar a qualquer hora, pois o acesso é feito 100% pela internet
- Não precisa de comprar nenhum equipamento, pois todas as aulas utilizam apenas o peso corporal
- É o único feito exclusivamente para quem é mãe
- Tudo que a mulher precisa para alcançar os resultados que deseja e voltar o mais rápido possível a ter o corpo de antes da gravidez.


Ainda não se convenceu?

Então veja o vídeo 
Assista o video do treinamento Mamãe Sarada


O Programa Mamãe Sarada foi destaque na Revista Boa Forma do mês de Janeiro

A obesidade pode atrapalhar a gravidez?

Quando uma mulher engravida, inicia-se uma série de transformações em seu organismo, para que se torne um ambiente seguro para a geração de uma nova vida. Serão nove meses de mudanças anatômicas, fisiológicas e psicológicas. Por isso, as futuras mamães devem ter cuidado redobrado, principalmente com a alimentação, afinal, a obesidade na gravidez é um problema comum e perigoso. “Sabemos que a fome não é apenas uma necessidade fisiológica. Ela pode estar associada, neste período, a alterações psicológicas e emocionais, como ansiedade e fragilidade, que podem levar à compulsão alimentar”, destaca o ginecologista responsável pela reprodução humana da Criogênesis, Dr. Renato de Oliveira.
PUB
O médico ainda explica que, a partir do terceiro mês de gravidez, a mulher deve ingerir apenas 300 calorias a mais do que o normal, totalizando assim, 2.800 calorias por dia. “Ganhar peso excessivo no período gestacional ou, até mesmo, iniciar a gestação com sobrepeso, são fatores de risco que podem gerar complicações como diabetes e doenças hipertensivas específicas da gestação, como a pré-eclâmpsia hipertensão e pré-eclâmpsia”, alerta.
Mas, e quanto ao ditado popular: “mulher grávida deve comer por dois?” Para o Dr. Renato, é importante ter em mente que isso é um mito. “O fato de estar carregando uma vida dentro de si não quer dizer que a grávida possa abusar da sua dieta diária. Aliás, o peso é algo com que a gestante e o seu médico precisam sempre estar atentos. A recomendação é que as gestantes ganhem, ao longo de toda gestação, e dependendo da massa corporal inicial e da altura, uma média de 12 kg. Pode-se considerar como ideal, um ganho médio de 300 a 400 gramas por semana”, esclarece. Além dos problemas com a própria saúde, a obesidade na gravidez pode gerar bebês mais pesados, com macrossomia fetal, ou seja, a condição em que o recém-nascido apresenta mais de 4 quilos, e com possibilidades de desenvolver hipoglicemia ao nascer.

E quando os desejos surgirem? Dr. Renato explica que as sensações de desejo na gravidez são comuns, pois é um sinal do organismo da mãe dizendo que necessita mais de um ou outro nutriente. “A gestante pode comer de tudo, desde que não cometa exageros. A questão sobre a restrição a alimentos crus, principalmente os peixes amplamente utilizados na culinária japonesa, provém do desconhecimento da origem dos alimentos e do risco de contaminação. Isto poderia ser prejudicial para a formação do bebê”, alerta.
Portanto, para as mamães de primeira, ou de muitas viagens, e que ainda possuem algumas dúvidas, o ginecologista dá agora algumas dicas para uma gestação saudável e segura. Confira abaixo:
» Beba água constantemente. Cerca de 1,5 a 2 litros por dia;
» Consuma muitas frutas, legumes e verduras, sempre bem lavados e de boa procedência;
» Fracione as refeições em cerca de seis a oito vezes ao dia, com pequenas quantidades, e mastigue devagar;
» Consuma alimentos com baixo teor de gordura e evite ingerir líquidos durante as refeições, para facilitar a digestão e evitar azia;
» A carne é muito importante nesse período, por ser rica em ferro e proteínas. O ferro, por sua vez, pode ser mais bem absorvido se consumido com frutas ricas em vitamina C, como kiwi, laranja, limão, acerola, tangerina e abacaxi.

90% dos cosméticos para bebês têm substâncias nocivas às crianças

Os pesquisadores usaram critérios estabelecidos por órgãos governamentais europeus para determinar se os produtos continham substâncias de “risco elevado”, “risco moderado” ou “risco baixo ou não identificado”


A ONG Women in Europe for a Common Future avaliou produtos de higiene destinados a crianças com menos de três anos em busca de substâncias perigosas e chegou a conclusões preocupantes. Em 341 cosméticos para bebês vendidos na França, como shampoos, lenços umedecidos e sabonetes, 90% apresentaram substâncias que podem prejudicar a saúde do bebê.
Os pesquisadores usaram critérios estabelecidos por órgãos governamentais europeus para determinar se os produtos continham substâncias de “risco elevado”, “risco moderado” ou “risco baixo ou não identificado”.
Substâncias de risco elevado: O alérgeno metilisotiazolinona foi encontrado em 19 produtos, incluindo lenços umedecidos. O fenoxietanol, uma substância conservante, que age de maneira tóxica sobre o sistema reprodutivo, foi encontrado em 54 produtos. Por fim, perfumes com potencial para gerar alergia foram encontrados em 226 itens.
Ao todo, 299 dos 341 cosméticos analisados (quase 90%) continham substâncias que representam risco elevado à saúde do bebê.
Substâncias de risco moderado: Nesse quesito entram os sulfatos (laureth e lauryl sulfato), substâncias limpantes presentes em shampoos que criam a espuma durante a lavagem, o EDTA (outro composto de shampoos e sabonetes líquidos) e óleos minerais refinados do petróleo. Eles foram encontrados em 181 produtos.
Para evitar produtos perigosos para o bebê, descarte, principalmente, os itens mais perfumados e procure pelas substâncias de risco mais elevado nos rótulos dos produtos.

Instituto baiano adota método pioneiro para tratar bebês com microcefalia

Enquanto esteve grávida da primeira filha, a professora Sílvia Pinheiro sentiu uma febre passageira num dia, durante o período do trabalho. De tão leve, ela não precisou ser medicada ou ficar de licença. Logo depois do parto, que ocorreu há pouco mais de quatro meses, foi informada que o seu bebê havia nascido com microcefalia.
“Em outubro do ano passado ainda não havia tanto alvoroço sobre a situação dos recém-nascidos e recebi a notícia sem a real noção da gravidade do quadro da minha filha”, conta. Orientada pela equipe que realizou o acompanhamento do parto, ela e o bebê colheram sangue e realizaram alguns exames na FioCruz, que comprovaram a presença do zika vírus. 

Hoje, Sílvia e a pequena Giovana fazem um acompanhamento específico de estimulação precoce para minimizar os impactos da infecção na saúde da criança que teve danos na formação do lóbulo frontal, fato que sinaliza para um comprometimento motor e na fala.
A pequena é uma das sete crianças que, a partir de março, dão início a um tratamento no Instituto Baiano de Reabilitação, IBR, que segue um protocolo especial montado para atender as crianças com microcefalia causadas pelo surto do arbovírus.
Protocolo especialDe acordo com o diretor do IBR, o fisioterapeuta Rogério Gomes, a proposta de atuar com um protocolo específico surgiu depois da constatação de que as crianças com microcefalia provenientes do zika vírus chegavam com comprometimentos mais graves e exigiam ações específicas para garantir que a estimulação precoce atingisse o resultado desejado.
 “Trabalhamos com uma equipe multidisciplinar formada por fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo, psicólogo e médico, atuando com a criança e com a família, de modo a garantir que, após terminado o tratamento, as conquistas alcançadas sejam mantidas em casa”, esclarece Gomes. O diretor do IBR diz que a meta é trabalhar com 30 crianças a cada seis meses. Nesse período, elas formarão grupos de três crianças que terão a atenção desenvolvida em diversos níveis, de acordo com as necessidades de cada um.
O fisioterapeuta ressalta ainda que as famílias das crianças também receberão capacitação para lidar com o problema enfrentado pelos bebês e suporte psicológico.
Vale salientar que a estimulação precoce é uma orientação do próprio Ministério da Saúde que, no início do mês, divulgou o Protocolo de Atenção à Saúde e Resposta à Ocorrência de Microcefalia Relacionada à Infecção pelo Vírus Zika. No documento, o procedimento  é incentivado e deve ser feito desde o nascimento até os 3  anos de idade, justamente no período em que o cérebro se desenvolve mais rapidamente.
De acordo com a obstetra e coordenadora técnico-científica do Hospital Santo Amaro, Socorro Gomes, o procedimento, feito desde muito cedo, possibilita otimizar as potencialidades de cada criança, permitindo que o crescimento físico, cognitivo, comportamental, social, afetivo e neurológico ocorra em níveis variados, minimizando o impacto da microcefalia. “A estimulação  precoce é fundamental na medida que reduz os comprometimentos da má- formação”, completa. 
Cuidados preventivosA médica destaca que, apesar dos esforços, quando o assunto é o surto de microcefalia associado ao zika, tudo é muito novo e, por enquanto, a melhor forma de prevenção reside em combater o vetor. “Ao longo dos meus 37 anos de exercício profissional, raramente acompanhava um caso de microcefalia, mas esse quadro mudou muito rapidamente nos últimos meses”, relata.
Para ela, justamente por isso, a prevenção tem que ser feita de forma séria e contínua. “Hoje, diante do risco, já orientamos as grávidas que usem repelentes de forma continuada porque qualquer possibilidade de intoxicação é menor diante da perspectiva de que a criança venha a desenvolver a microcefalia e sofra consequências, como a perda de visão, audição, tenha má-formação óssea ou déficit de cognição”, pontua. 

Ela destaca ainda as barreiras mecânicas como os cortinados e as telas nas janelas e portas. “As grávidas geralmente sentem sono à tarde, então, é importante que nesse momento, elas descansem sob a proteção de cortinados ou mosquiteiros”, ensina. 
Como o zika não é a única infecção que pode gerar microcefalia, a médica alerta para a necessidade de vacinação contra rubéola e contaminações por citomegalovírus e a toxicoplasmose. “Qualquer diâmetro de crânio abaixo de 27 centímetros (o normal é 33) é microcefalia e as mães que relatam sintomas do zika têm que coletar sangue do cordão umbilical, líquido aminiótico, leite materno, placenta para os testes necessários”, finaliza. 
IBR completa 60 anos com programação festivaAmanhã, o Instituto Baiano de Reabilitação(IBR) comemora os 60 anos de existência. Para marcar a data, a instituição definiu uma programação festiva que tem início às 11h, com uma homenagem aos colaboradores. Em seguida, o coral das mães de pacientes fará uma apresentação.
As atividades são voltadas para pacientes e colaboradores. Incorporado há 10 anos ao patrimônio da Fundação José Silveira (FJS), o IBR foi modernizado e reestruturado, proporcionando aos pacientes e familiares uma assistência de qualidade, com conforto e humanização.
A Fundação mantém, desde 2004, um convênio de cooperação técnica com a Associação de Assistência à Criança com Deficiência (AACD),  que proporciona aos pacientes a oferta de um conceito de tratamento baseado na atuação de uma equipe multidisciplinar.
Todo ano uma equipe da AACD vem ao IBR para o intercâmbio de conhecimentos e faz a supervisão dos procedimentos e os profissionais do IBR aprimoram sua formação na sede da AACD.Ao longo desse período, foram implantadas 14 clínicas especializadas com a atuação de uma equipe multidisciplinar.
De forma pioneira, a Fundação implantou na unidade o Serviço de Pós-Reabilitação, com a oferta de hidroginástica, pilates, circuito da terceira idade, cinesioterapia, atividades de condicionamento físico, karatê adaptado, natação e tênis.
É uma iniciativa que visa preservar e reforçar os ganhos adquiridos na fase da reabilitação. Somam-se a isso, os trabalhos com a arteterapia e com o Grupo Encantando, coral integrado por pacientes, mães e cuidadoras.

Cuidado com o Zika vírus!

Você já deve ter ouvido falar do Zika Vírus,não é?? As televisões, os jornais e as redes sociais estão falando neste tal de Zika o tempo todo. E não é para menos, o Zika é vírus muito furioso que está provocando uma doença em bebezinhos  ainda na barriga da mãe.
Essa doença recebe o nome de microcefalia, que é mais do que um doença, é uma síndrome que prejudica o desenvolvimento pleno da criança e deixa sequelas para toda a vida. O cérebro do recém-nascido com microcefalia fica menor do que o esperado. E essa microcefalia está sendo adquirida por bebês, cuja mãe tenha sido picada pelo mosquito e desenvolvido a doença Zika.
O Zika é um vírus que é parente do vírus da dengue que é transmitido pelo mesmo mosquito, o Aedes aegypti.  Apesar de ser um mosquitinho ele tem o poder de transmitir todas essas doenças e ainda uma outra de nome muito complicado, a  febre Chikungunya.
Você sabe que o combate a esse mosquitinho danado passa por atitudes que cada um deve tomar na sua casa, para não deixar acumular água? Faça a sua parte, hein?
Os cuidados para evitar a picada do bichinho são os mesmos, só que agora as mulheres grávidas é que precisam tomar muito mais cuidado; porque o mosquito pode transmitir não só a  dengue como o ZIka Vírus, que prejudica o desenvolvimento dos bebês.
Curiosidade
Você sabe por que este vírus recebeu este nome tão diferente? É porque este vírus foi isolado pela primeira vez em 1947 em um macaco que habitava uma floresta na África chamada Zika.

Moda gestante: os melhores vestidos de festa do tapete vermelho

Vai a um casamento ou a uma formatura e não faz ideia do que vestir? Calma! Confira os looks usados por celebridades gravidinhas e saiba como escolher o modelo que mais combina com o seu tipo de corpo.




CHRISSY TEIGEN

Ao lado do marido, o cantor John Legend, a modelo pisou no tapete vermelho do Oscar 2016 com um look sexy na medida. Chrissy Teigen escolheu um longo da grife Marchesa com transparência, inteirinho bordado na cor vinho. Mesmo com um decote generoso, o visual ganha equilíbrio graças às mangas longas. Já o shape sereia do vestido deixa a barriguinha da gravidez em evidência. Linda!




EMILY BLUNT

Grávida do segundo filho, a atriz escolheu o rosa quartz, cor do ano da Pantone, para comparecer ao Oscar 2016. Emily Blunt vestiu um longo Prada cheio de leveza, com alças que sustentam os seios. O recorte abaixo do busto, por sinal, ajuda a destacar a silhueta da gestação. Ela também caprichou nos acessórios: usou clutch e joias que combinaram com os bordados prateados do vestido. Look romântico e confortável para usar em qualquer fase da gravidez.


CHRISSY TEIGEN

Mulher do cantor John Legend, Chrissy Teigen compareceu ao Grammy 2016 com um longo branco da grifeYousef Al-Jasmi. Inspirado em um modelo já usado por Kim Kardashian, o vestido deixou o barrigão à mostra, sem marcar demais. Assim como no look da socialite, o decote fechado aumenta o volume dos seios e deve ser evitado caso você não queira dar destaque para essa região do corpo. Já a fenda na parte de trás do modelito garante mobilidade para as gestantes, que têm seu eixo alterado durante a gravidez - o salto alto, por sinal, não é recomendado pelos especialistas. Para completar, a capa com brilho deu um charme extra à produção e é uma alternativa para as gravidinhas que preferem não exibir tanta pele, especialmente na reta final, quando costumam ficar mais inchadas.


Fonte: http://mdemulher.abril.com.br

Acne Neonatal: Confira o tratamento para espinhas e brotoejas no bebê




Quando se pensa em acne ou popularmente espinha, logo se lembra de adolescentes que geralmente são os alvos preferidos, mas os bebês também podem ser vitimas dessas “bolinhas” chatas em seus rostinhos. Esse tipo de erupção na pela que se assimila a uma brotoeja é conhecida como ACNE NEONATAL.

A acne é fruto de alterações hormonais e pode atingir muitos bebês quando eles se encontram na terceira ou na quarta semana de vida e elas podem perdurar por um prazo de até seis meses. Mas por que pequenininhas, as crianças já sofrem com a acne? É o que você verá nos próximos parágrafos:

Acne Neonatal x Brotoejas

O seu surgimento está ligado à liberação de hormônios realizados pelo corpo da mãe durante a sua gestação, mas a mesma pode surgir ou aumentar a sua incidência através da amamentação, pois a criança estará provavelmente ingerindo esses mesmos hormônios através da sucção do leite nos seios.

Acne Neonatal Espinha no bebe
Acne Neonatal: Espinhas no bebê que se confundem com brotoejas.
A acne neonatal se difere da brotoeja pois a segunda está relacionada a um processo alérgico.

As acnes aparecem na pele da mesma forma como surgem em jovens e adultos como pequenos cravos negros, espinhas bem avermelhadas, ou então, espinhas com pus. Mesmo que seja considerada uma predisposição natural do organismo e não apresente sérios problemas, é bom sempre consultar o pediatra para que possa avaliar melhor as condições da pele do seu bebe.

Tratamento de Acne Neonatal

Embora tenha muitas semelhanças físicas com as acnes comuns dos adultos, o tratamento adequado aos bebês é bem diferente. Existem alguns casos específicos em que é necessário fazer até uma reposição hormonal ou mesmo utilizar alguns produtos que fazem a pele ter um menor espessamento.

A limpeza é primordial com água morna e não se deve cutucar ou espremer as espinhas para que não provoque lesões ou mesmo inflamações que são muito comuns uma vez que, a pele dos pequenos é bem mais sensível do que a dos adultos.

O que é Acne Neonatal (Espinhas no Bebê)?

Como é uma predisposição considerada pelos próprios médicos como natural ou uma resposta do organismo, é recomendável que a mamãe tome os seguintes cuidados:

Limpar diariamente e apenas uma vez ao dia o rosto da criança somente com água morna e um sabonete bem suave, mesmo que as acnes sejam pequenas e poucas prefira produtos neutros.

Não utilize produtos de higiene adultos e sim aqueles que são especiais para os pequenos. As fórmulas dos produtos infantis são bem menos agressivas do que os produtos juvenis e adultos.

Não esfregue suas mãos sobre o rosto de bebê, seja a mais delicada possível, até mesmo se for utilizar um pano ou esponja, para não irritar a pele dele e nem piorar a situação.

Na hora de secar a pele apalpe-a levemente até perceber que a mesma está totalmente seca

Não esprema e nem use loções oleosas que só prejudicarão a pele da criança

Acne Neonatal Fotos e Imagens

Como as espinhas são resultados da estimulação dos hormônios para produzir as glândulas sebáceas (miliuns) é provável que surja na pele do seu bebê e desapareça até os seus 3 primeiros meses de vida se, por acaso, as espinhas continuarem após esse período é importante voltar ao pediatra para que examine, a fim de averiguar o que pode está acontecendo.

Só para reforçar, não mexa nas espinhas para que assim elas desapareçam logo e o rostinho do seu bebê fique limpo e macio que nem uma seda. Ah, antes de sair, não se esqueça de curtir este artigo tá?

Espaço Aroma de Arte organiza novo curso de culinária infantil: “SALGADOS”



Localizado no coração de Santana, o espaço Aroma de Arte promoverá, na sexta-feira (06/02), mais um curso para a criançada.  Neste dia especial, a culinarista Sandra Rossini ensinará receitas fáceis de fazer e muito saborosas:

- Mini Pizza
- 2 tipos de lanches
- Suco

Culinária Infantil- “SALGADOS” 
Receitas fáceis de fazer e muito gostosas para comer.


Investimento R$ 80,00 (Oitenta reais)

(a partir de 7 anos)

Dia 06/02 (sexta-feira)
Horário : Das 13h30 às 16h30
Mais dados e reservas:
contato@aromadearte.com.br
Rua Pedro Doll, 555.
facebook.com/aromadearte
F: (11) 2537-8094 - 99977-2305